#ainternet
queagente
quer_prazer, eu sou o algoritmo

 

imagem grande
imagem pequena

Escute este conteúdo:

#ainternetqueagentequer é feita por múltiplas vozes. Pensando nisso, ampliamos o time de #colunistascontente, convidando pessoas incríveis para compartilharem seus pontos de vista – e ampliarem os nossos. Um deles é Diego Cerqueira (@blckjzz). Leia sua primeira coluna!
⠀⠀⠀⠀
“Oi, eu sou o Algoritmo, tudo bem? Talvez você me conheça, caso não, prazer, sou o responsável por este post ter chegado ao seu feed. Obrigado, de nada. Não quero parecer soberbo, mas meus criador@s passam horas, dias e noites para criar a minha melhor versão, chique, né?! É fundamental estar atualizado e preparado para os desafios que a internet me propõe todos os dias.
⠀⠀⠀⠀
É todo dia uma novidade, nova tecnologia, rede social e eu juntinho. Sempre requisitado para entreter você. A cada like ou comentário é sinal de que está tudo dando certo, que sou um sucesso, uma versão melhor que a anterior.
⠀⠀⠀⠀
Mas tudo tem limite. Não é mesmo?! Venho sendo usado para cada vez mais coisas, tem até geladeira inteligente, muito Jetsons isso. Minha agenda está superlotada, vocês são muito exigentes (dependentes, talvez?). Imagina um dia se desapareço, caos instaurado na sua vida – mentira, vou ficar por aqui. Daqui não saio, daqui ninguém me tira.
⠀⠀⠀⠀
Não que eu não goste, aliás, amo. Mas vocês estão demais (uma hora tenho que te recomendar um filme, outra uma musiquinha). De vez em quando, escolho até por qual rota você deve seguir pelo GPS.
⠀⠀

0511_colunistas2

Não vem me falar que está assustad@. Eu existo para você. Quando aceitou os termos, você me aceitou desse jeito, foi nosso casamento – felizes para sempre, você e nenhum segredinho a mais. Privacidade? Isso é tão anos 1990. Somos mais que amigos, friends. Quem te conhece melhor do que eu? Você feliz e entretido é minha razão de existir.
⠀⠀⠀⠀
Como já estamos juntos há tempos, posso te contar: fizeram documentários falando sobre um lado meu que não gosto de revelar. Assista: ‘Privacidade hackeada’ e ‘O dilema das redes’. Se tudo der certo, voltamos a nos falar.”

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *